12 de junho de 2011

La selva


Olhei pela janela da vida e me vi em um sonho, depois de poucos minutos acordei. Deixei pra trás o imaginário, guardei pra mim essa lembrança, e depois que voltei pra realidade, desejei que o que sobrou fosse eterno.

É, isso poderia ser infinito, eterno ou pelo menos real...


Iporanga, São Paulo, Brasil.
Novembro de 2008


Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir